Unidos por Israel
Todos os sábados, milhões de judeus de todo o mundo dedicam alguns minutos do seu dia para ler e estudar o mesmo trecho da Torá (Antigo Testamento) e dos Profetas. São a Parashá e a Haftará da Semana.

Este é um ritual que se repete há séculos e pode ser praticado por pessoas de todas as fés. Por isso, os participantes do programa Unidos por Israel recebem todos os sábados um Guia de Estudo
 com as indicações e um resumo dos trechos a serem lidos naquela semana, além de uma análise feita por grandes estudiosos da Torá.


Shalom!

Neste sábado, 14 de Novembro de 2015, o capítulo da Torá a ser estudado é Chayê Sara (Bereshit/Gênesis 25:19-28:9) e dos Profetas é Malachi (Malaquias) 1:1-2:7.


Você pode encontrá-los na Bíblia de sua preferência ou online.  Leia abaixo o resumo e um comentário da parashá deste sábado

Um fim de semana com muita Paz para você e sua família. Estamos unidos.

Equipe Unidos por Israel 
www.unidosporisrael.com.br


Nota: Segundo a tradição judaica, o nome do Senhor só pode ser escrito em sua totalidade nos livros sagrados. Assim, nos textos abaixo utiliza-se a grafia D'us.

Toldot

 
תולדות
"E D'us Todo-Poderoso te abençoe, e te faça frutificar, e te multiplique, para que sejas uma multidão de povos;
E te dê a bênção de Abraão, a ti e à tua descendência contigo, para que em herança possuas a terra de tuas peregrinações, que D'us deu a Abraão."

Gênesis 28:3,4


 

 

RESUMO

Yitschac (Isaque) casa-se com Rivca (Rebeca). Após vinte anos sem filhos, suas preces são atendidas e Rivca concebe. Ela passa por uma gravidez difícil, pois “as crianças lutam dentro dela”; D’us diz a Rivca que “há duas nações em seu ventre,” e a mais jovem prevalecerá sobre a mais velha.

Essav (Esaú) emerge primeiro; Yaacov (Jacó) nasce agarrado ao calcanhar de Essav. Este cresce para ser um “exímio caçador, um homem do campo”; Yaacov é um “homem íntegro”, que habita as tendas de estudo. Yitschac favorece Essav; Rivca ama Yaacov. Voltando exausto e faminto de uma caçada certo dia, Essav vende seu direito de primogenitura a Yaacov por um prato de lentilhas.

Yitschac fica velho e cego, e expressa seu desejo de abençoar Essav antes de morrer. Enquanto Essav sai para caçar o alimento preferido do pai, Rivca veste Yaacov com as roupas de Essav, cobre seus braços e pescoço com pele de cabra para simular o toque de seu irmão mais peludo, prepara um prato saboroso de lentilhas, e envia Yaacov ao pai.

Yaacov deixa o lar e vai para Charan (Harã) para fugir da ira de Essav e para encontrar uma esposa na família do irmão de sua mãe, Laban (Labão). 


COMENTÁRIO

A verdadeira força de Isaque

Talvez não haja figura mais enigmática em toda a Torá que nosso antepassado Yitschac (Isaque). Além da Porção desta semana, quase nada aprendemos sobre o homem, seu tempo, e o que fez durante sua vida. Em vez disso, somos levados a crer que após o clímax do seu feito de esticar o pescoço para receber o golpe da lâmina do pai, esta pessoa elevada retira-se a uma vida pacífica, cavando poços.

Igualmente frustrante é o papel aparentemente passivo e sem destaque que ele desempenhou nos episódios em que aparece. É levado por seu pai para ser sacrificado a D'us; o servente de Avraham (Abraão), Eliezer, é enviado para encontrar-lhe uma esposa; sua mulher o pressiona para que envie Yaacov para encontrar uma esposa; seu filho Yaacov (Jacó) o manipula para receber suas bênçãos. Por que Yitschac parece ser movido como uma marionete, simples argila nas mãos daqueles que o rodeiam? Que lições podemos tirar do comportamento aparentemente fora do comum do segundo grande Patriarca do povo de Israel?

Nossos Sábios ensinam que os Patriarcas eram muito mais que progenitores biológicos da nação judaica. Cada um agia como "guardião dos portões", que destrancavam os portais celestiais, permitindo-nos estabelecer um relacionamento com D'us em maneiras singularmente únicas. Pela sua incorporação dos mesmos atributos com os quais D'us age conosco, ao espelhar Suas maneiras, eles foram capazes de elevar sua constituição genética, legando aos descendentes as qualidades Divinas que foram suas conquistas durante a vida.

Avraham personifica a qualidade de chessed (bondade), de D'us. Cada ação, cada pensamento, cada palavra que falou estava repleta de amor e preocupação pela humanidade. Yitschac é a personificação do Divino atributo de gvurá (força). Nossos sábios ensinam: "Quem é forte? Aquele que domina suas paixões."

A força não é medida por aquilo que você faz, mas por aquilo que não faz. Auto-controle, disciplina, organização são as ferramentas do forte, daquele que não pode ser levado por emoções fugazes e pelos caprichos do instinto. Em cada relacionamento do qual participou, Yitschac desempenha o papel passivo. Não é tolo ou incompetente. Pelo contrário!

Dominou a habilidade de se ocultar nos bastidores, de fazer crer que não está ali. Mesmo assim permanece, sutilmente trazendo à tona o melhor aqueles à sua volta, deixando que se sintam importantes, deixando-os sentir que conquistam, enquanto realizam ações para ele. Esta é de fato um grande sinal de força!

Nós, como pais, devemos extrair a lição daquele pai que nossos Sábios dizem ser "o verdadeiro pai", aprendendo a soltar nossos filhos, a não dominar cada decisão que eles tomam. Como uma sombra, devemos impulsioná-los cuidadosamente, tocando e não tocando, para que eles possam vir a descobrir sua própria identidade por si mesmos. Esta é a verdadeira bondade, aquela que imita a bondade Divina.

 
Fonte: Chabad



 
Copyright © 2015 Unidos por Israel, All rights reserved.


Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list

Email Marketing Powered by Mailchimp