Copy
Não consegue ver a mensagem correctamente?
Consulte-a no seu browser.

NÚMERO 87

JAN 16

 

NESTA EDIÇÃO            Aquele Outro Mundo que é o Mundo: nova plataforma digital
                               sobre Media e Desenvolvimento

                               Membros da sociedade civil santomense participam em formação
                               sobre Advocacia Social e Comunicação

                               Novo vídeo Vozes de Nós sobre o Encontro Internacional
                               em Bissau

                               Ora di Diritu: Guia de engajamento e de influência política
                               do ODI traduzido para português

                               Curso à distância de Introdução à Cooperação
                               para o Desenvolvimento inicia a 24 de Fevereio

                               Portugal deve aumentar e melhorar a Ajuda Pública
                               ao Desenvolvimento – Relatório CAD/OCDE 2016
 
SUGESTÃO
DE INICIATIVA             Infografia El País: Que legado deixa a Cooperação Espanhola?
 

 

AQUELE OUTRO MUNDO QUE É O MUNDO: NOVA PLATAFORMA DIGITAL
SOBRE MEDIA E DESENVOLVIMENTO

Já está online a plataforma digital Aquele Outro Mundo que é o Mundo – o Mundo dos Media e o Mundo do Desenvolvimento, resultado de um projecto que procura cruzar as percepções de jornalistas e de profissionais da área do Desenvolvimento sobre a relação entre os Media e o Desenvolvimento. Para já, o portal reúne um conjunto de informação sobre as actividades do projecto, nomeadamente as reportagens já realizadas no âmbito da Bolsa de Criação Jornalística e um documentário com depoimentos de jornalistas e profissionais do desenvolvimento recolhidos nas entrevistas para o estudo diagnóstico. Em breve, serão disponibilizados os depoimentos individuais dos cerca de 30 entrevistados, bem como o estudo diagnóstico (em fase de finalização). Aquele Outro Mundo que é o Mundo é desenvolvido pela ACEP, em parceria com dois centros de investigação – CEsA / CSG do ISEG/ULisboa e o CEIS20 da UCoimbra – e a Associação Coolpolitics, com financiamento da Cooperação Portuguesa e da Fundação C. Gulbenkian.



MEMBROS DA SOCIEDADE CIVIL SANTOMENSE PARTICIPAM EM FORMAÇÃO
SOBRE ADVOCACIA SOCIAL E COMUNICAÇÃO

No seguimento de duas acções de formação em técnicas de Advocacia Social, cerca de 15 membros da Rede da Sociedade Civil para a Boa Governação da Federação das ONG em São Tomé e Príncipe (FONG-STP) participaram numa acção de formação dedicada ao papel da Comunicação nos processos de Advocacia Social. As sessões, monitoradas por Ana Filipa Oliveira (ACEP), serviram para consolidar conhecimentos de monitoria e advocacia social e discutir estratégias de comunicação adequadas ao contexto santomense. Trata-se de mais uma acção de capacitação da sociedade civil santomense no âmbito do projecto Sociedade Civil pelo Desenvolvimento, desenvolvido pela ACEP e pela FONG-STP, com financiamento da UE e da Cooperação Portuguesa.

Boletins informativos. Ainda no âmbito deste projecto, foram divulgados mais dois boletins de informação: o Na Imprensa, com uma recolha de notícias sobre políticas públicas em São Tomé e Príncipe entre Outubro e Dezembro de 2015 e o boletim Sociedade Civil STP, com informação sobre as actividades do projecto no mesmo período.


NOVO VÍDEO VOZES DE NÓS SOBRE O ENCONTRO INTERNACIONAL EM BISSAU

Em Dezembro, os membros do projecto Meninos de Rua: Inclusão e Inserção reuniram-se em Bissau num encontro internacional para discutir a situação dos direitos das crianças na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
Consulte um resumo das sessões no blogue Vozes de Nós e o o vídeo que reúne depoimentos dos parceiros e colaboradores do projecto sobre as expectativas para o encontro e também sobre o futuro desta rede. O projecto, financiado pela CPLP e co-financiado pela Fundação C. Gulbenkian e Fundação Alta Mane, encerrou em Bissau a sua terceira fase, num encontro que serviu também para reafirmar a vontade das organizações em mobilizarem-se para garantir a continuidade da iniciativa.
 


ORA DI DIRITU: GUIA DE ENGAJAMENTO E DE INFLUÊNCIA POLÍTICA DO ODI
TRADUZIDO PARA PORTUGUÊS

No âmbito do projecto Ora di Diritu que desenvolve actividades de advocacy e de influência política na Guiné-Bissau, foi traduzido para português um manual de influência política, através de um acordo com o ODI – Overseas Development Institute (ver iniciativa ROMA). O Guia de Engajamento e de Influência Política procura apoiar as organizações da sociedade civil e de investigação no processo de engajamento político para influenciar a mudança, através de uma abordagem de mapeamento de resultados. Além de apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de engajamento, o guia inclui um capítulo dedicado aos processos de monitoria e de avaliação, nomeadamente à recolha e à gestão do volume de informação. No final, são dadas sugestões de outros recursos e referências bibliográficas para aprofundar o tema. O Ora di Diritu desenvolvido pela ACEP, AMIC, LGDH, Tiniguena e a Casa dos Direitos, conta com financiamento da União Europeia e co-financiamento da Cooperação Portuguesa.

 


CURSO À DISTÂNCIA DE INTRODUÇÃO À COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO
INICIA A 24 DE FEVEREIRO

O Camões – Instituto da Cooperação e da Língua promove, em colaboração com a UNAVE – Associação para a Formação Profissional e Investigação da Universidade de Aveiro, um curso à distância de Introdução à Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, com início a 24 de Fevereiro. O curso tem como objectivo facultar aos formandos competências básicas sobre Cooperação para o Desenvolvimento, incluindo a concepção de projectos. A directora da ACEP, Fátima Proença, integra a equipa docente, constituída também pelo Prof. Carlos Sangreman (na coordenação), Raquel Faria e Ana Larcher.
 


PORTUGAL DEVE AUMENTAR E MELHORAR A AJUDA PÚBLICA AO DESENVOLVIMENTO – RELATÓRIO CAD/OCDE 2016

exame interpares de Portugal (Peer Review Report), promovido pelo Comité de Ajuda ao Desenvolvimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (CAD/OCDE) recomenda que Portugal inverta a tendência de diminuição da Ajuda Pública ao Desenvolvimento (tendo atingido o mínimo histórico de 0,19% do Rendimento Nacional Bruto destinado à APD em 2014) e que estabeleça calendários realistas para o cumprimento de metas de canalização de fluxos para o Desenvolvimento e em consonância com a recuperação da sua economia. A avaliação adverte ainda para a necessidade de melhorar os sistemas de coordenação e de supervisão dos programas da Cooperação Portuguesa e de reduzir significativamente a quota de formas de APD ligadas a interesses económicos nacionais, uma das mais altas dos Estados membros do CAD/OCDE e a quota mais elevada que Portugal alguma vez atingiu. O relatório do CAD/OCDE é realizado a cada 4-5 anos pelos pares (avaliadores de outros dois Estados membros).
 

SUGESTÃO DE INICIATIVA
INFOGRAFIA EL PAÍS: QUE LEGADO DEIXA A COOPERAÇÃO ESPANHOLA?

Este mês sugerimos uma infografia realizada pelo El País (na sua editoria dedicada a temas de Desenvolvimento Planeta Futuro) que apresenta vários exemplos de programas e iniciativas realizadas com o apoio da Cooperação Espanhola. São reportagens e testemunhos na primeira pessoa em seis geografias diferentes que demonstram, para além dos números, o impacto do dinheiro público dos contribuintes no Desenvolvimento.

Copyright © 2016 ACEP, All rights reserved.
Email Marketing Powered by Mailchimp