Copy

NÚMERO 57

MAR/ABR 12




NESTA EDIÇÃO               Organizações guineenses apelam
                                  à reposição da ordem constitucional no país
                               
                                 
Programa de formações e reforço da comunicação
                                  em curso na Federação de ONG santomenses
 
                                  Termina 2.ª fase do projecto “Mulheres e Desenvolvimento,
                                  auto-emprego e auto-confiança" 

                                  e-Storias d’Igualdade: ACEP organiza tertúlias
                                  sobre relação entre género/cultura e género/economia
                                        

SUGESTÃO DE LEITURA   Infoactivismo: 10 tácticas para se fazer ouvir


SUGESTÃO DE SITE         Guiné-Bissau Docs




ORGANIZAÇÕES GUINEENSES APELAM À REPOSIÇÃO DA ORDEM CONSTITUCIONAL NO PAÍS

O Golpe de Estado na Guiné-Bissau a 12 de Abril está a merecer o repúdio de organizações da sociedade civil guineenses. A Liga Guineense dos Direitos Humanos divulgou já dois comunicados (a 14 e 16 de Abril), e em que informa a criação de um gabinete de crise para monitorizar as violações dos direitos no país. Também o Movimento Nacional da Sociedade Civil para a Paz, Democracia e Desenvolvimento tomou posição, a 14 de Abril, condenando “firmemente” a alteração da ordem constitucional e exigindo a libertação imediata dos detidos. A Diáspora da Guiné-Bissau criou a campanha “Manifesta-Te e Indigna-Te”, apelando à utilização da imagem da bandeira (constante na foto) nas redes sociais.



PROGRAMA DE FORMAÇÕES E REFORÇO DA COMUNICAÇÃO
EM CURSO NA FEDERAÇÃO DE ONG SANTOMENSES

Está em curso o programa de reforço institucional da FONG – Federação das ONG’s de São Tomé e Príncipe, no âmbito do projecto desenvolvido em parceria com a ACEP e com financiamento da Cooperação Portuguesa. Foi já realizada uma formação no Príncipe sobre Associativismo, dirigida às organizações daquela ilha santomense e foi dado início ao programa radiofónico “FONG informa”, que tem como objectivo facilitar a comunicação entre a FONG e a sociedade civil. Brevemente realizar-se-á uma formação na área da boa governação e transparência e será lançado o primeiro boletim informativo de 2012.



TERMINA 2.ª FASE DO PROJECTO “MULHERES E DESENVOLVIMENTO,
AUTO-EMPREGO E AUTO-CONFIANÇA”

Terminou a 2.ª fase do projecto “Mulheres e Desenvolvimento, auto-emprego e auto-confiança”, na região de Quínara (Guiné-Bissau), levado a cabo pela ONG guineense Rede Ajuda, em parceria com a ACEP e financiamento da Fundação Gulbenkian. O objectivo foi sobretudo incluir actividades complementares.
Para além de uma nova formação em produção de sabão, foi apoiada a Associação de Mulheres Produtoras de Sal que construiu o seu espaço de trabalho e realizou um intercâmbio à salina de São Vicente para aprendizagem de produção de sal solar; e a Associação dos Pescadores do Rio Grande de Buba pôde adquirir algum material de pesca e um motor que lhes permite pescar mais longe e em maior quantidade.


E-STORIAS D’IGUALDADE: ACEP ORGANIZA TERTÚLIAS SOBRE RELAÇÃO
ENTRE GÉNERO/CULTURA E GÉNERO/ECONOMIA

"Que género de cultura?" foi a pergunta que lançou o debate em 8 de Março, em Guimarães, com agentes culturais e de medias locais, moderada pela jornalista Sofia Branco, no âmbito do projeto "e-storias de igualdade", financiado no quadro do QREN. A 3 de Maio, pelas 21h30, realiza-se a segunda tertúlia, desta vez no Porto e dedicada à relação entre género e economia, com a participação de convidados da área política, económica e da sociedade civil. Para mais informações, consulte o site do projecto e página do Facebook.



SUGESTÃO DE LEITURA
INFOACTIVISMO: 10 TÁCTICAS PARA SE FAZER OUVIR

Transformar informação em acção é o objectivo deste projecto de Infoactivismo, lançado em 2009, e que propõe 10 tácticas para divulgar e fazer ouvir a sua causa. As 10 tácticas, apresentadas em cartões individuais de forma original e apelativa, estão disponíveis em 13 línguas, entre as quais português (ver aqui), e sugerem diversas formas de mobilizar as pessoas em torno de uma causa; de testemunhar e divulgar abusos dos direitos humanos; de gerir a rede de contactos; ou da forma como utilizar dados complexos.
O site inclui ainda um documentário de 50 minutos com histórias inspiradoras de infoactivismo a nível mundial.


 

SUGESTÃO DE SITE
GUINÉ-BISSAU DOCS

Numa altura em que a Guiné-Bissau concentra as atenções da comunidade internacional, após o Golpe de Estado, sugerimos a visita ao blogue Guiné-Bissau Docs, que agrega notícias de última hora da imprensa portuguesa e internacional, entrevistas, informações de outros blogues e alertas de motores de pesquisa sobre a situação no país. O blogue é dinamizado pela investigadora do Centro de Estudos Africanos do ISCTE-IUL, Ana Larcher de Carvalho, com a colaboração fotográfica de Victor Hertizel.
Copyright © 2012 ACEP, All rights reserved.
Email Marketing Powered by Mailchimp